Leve o chocolate para sua vida sem engordar

Descubra o melhor tipo de chocolate e a quantidade certa para uma alimentação equilibrada

labfa-chocolate-corte

Quando se fala em dieta de emagrecimento, um dos maiores temores é o de abrir mão do chocolate, item indispensável e até vício entre muitas pessoas. A boa notícia é que, apesar do “potencial engordativo”, ele pode ser incluído nos cardápios de redução calórica, pois também possui benefícios se consumido com moderação. Um estudo publicado pela revista Nutrition & Diabetes, em 2011, afirma que pacientes habituados a consumir um tablete amargo pela manhã, ainda em jejum, ficaram mais saciados: ao longo do dia, eles ingeriram 15% menos calorias do que o outro grupo que dispensava o tablete.
Leia Mais

Alimentação para hipertensos

Além de diminuir a quantidade de sal, saiba o que pode ser feito para combater a pressão alta

labfa-hipertensão-corte

Dia 26 de abril é o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão, mas quem tem pressão alta sabe que é preciso ter cuidado e se policiar o ano inteiro. Além de levar uma vida mais calma, a principal medida é prestar atenção no prato – mas será que você sabe como deve ser a alimentação do hipertenso?
Leia Mais

Vitamina D versus Câncer de Esôfago

Cientistas australianos colocam mais um benefício na longa lista da vitamina

labfa_vitaminad_corte

Normalmente as pessoas só se lembram da vitamina D na hora de falar dos cuidados com os ossos, mas a ciência está provando que a lista de benefícios da substância é muito maior.
Leia Mais

Chás para cuidar do organismo

Quentes ou frios, os chás ajudam a cuidar de diferentes partes do nosso corpo

labfa_22042013

Um dos segredos do bem-estar e da vida longa dos povos orientais é o alto consumo de chás. O costume de utilizar infusões em tratamentos terapêuticos é milenar e, mesmo que não seja recomendado trocar remédios por chás, os médicos não negam que a bebida pode ser um ótimo complemento para a saúde.

Confira a função de alguns, compre folhas fresquinhas e delicie-se!

– Anti-inflamatórios: agrião, limão, hortelã, alecrim, cavalinha, dente-de-leão, urtiga, folha de
abacate.

– Antissépticos: arnica, bardana, limão, malva branca.

– Antidiarreicos: casca ou polpa de maçã, broto ou polpa de goiaba, casca de romã.

– Calmantes: camomila, erva-doce, capim-cidreira, maracujá, valeriana, hortelã, folha de laranja,
melissa, alface, angélica.

– Cicatrizantes: eucalipto, cavalinha, maracujá, couve, babosa, bálsamo-do-peru, cardo santo.

– Combate aos radicais livres: chá-mate, chá verde, chá branco, hibisco.

– Digestivos: hortelã, camomila, boldo, raiz de genciana, sálvia, carqueja, anis estrelado, chá
vermelho.

– Diuréticos: chá branco, chá preto, chá verde, chá vermelho, erva-cidreira, carqueja.

– Estímulo do apetite: alecrim, agrião, camomila, melissa, dente-de-leão, sálvia, manjerona,
alfavaca.

– Estímulo do intestino: semente de linhaça, ameixa preta, cáscara sagrada, zimbro, hortelã,
erva-doce, capim-cidreira.

– Disposição para o dia a dia: chá verde, chá preto, erva-mate.

– Problemas estomacais e intestinais: erva-doce, hortelã, camomila, poejo, angélica, sálvia,
funcho.

Qual a diferença entre o açúcar refinado, o cristal e o mascavo?

Todos vêm da mesma cana, mas nem por isto eles são iguais

labfa-açúcar-corte

É fácil distingui-los pela cor e textura. O refinado é branquinho e doce, o cristal é transparente, com cristais grandes e difíceis de dissolver, enquanto o mascavo é escuro e úmido, com gosto parecido com o do caldo de cana. Mas e diferenciá-los pela composição, você sabe?
Leia Mais

Estímulo elétrico em nervo pode reduzir enxaquecas

Técnica promissora estimula nervo durante 20 minutos por dia

labfa-enxaqueca-corte

Pesquisadores da Universidade de Liège, na Bélgica, encontraram uma nova técnica para tratar as temidas enxaquecas, as dores de cabeça moderadas ou severas que podem durar de horas a dias e que comumente atacam estômago e visão.
Leia Mais

Curiosidade: a cor do prato pode influenciar na alimentação

Maior contraste de cor significa menos exageros gastronômicos

labfa-prato-corte

Uma pesquisa realizada pela Universidade Cornell e publicada no Journal of Consumer Research concluiu que a cor do seu prato pode ter influência na quantidade de comida que você consome. O estudo reuniu vários estudantes para um teste saboroso – comer macarrão à vontade.
Leia Mais

Partos pelo Mundo

O nascimento em diferentes lugares do planeta

labfa-obstetra-corte

No Brasil, cerca de metade dos partos realizados são cesarianas e este índice é preocupante, pois de acordo com a OMS o número recomendado é de no máximo 15%. A concentração maior está na rede privada, que atualmente faz 80% dos partos por cesariana, enquanto na pública são 40%. E quando o parto é normal, dificilmente é natural, sem anestesia.

Uma destas consequências é que o índice de nascimentos prematuros também é alto, cerca de 10%, quando o aceitável internacionalmente é de 3%.

Mas esse cenário não é mesmo nos outros lugares do mundo. O padrão americano é o mais parecido com o brasileiro, mas a taxa de cesárea não ultrapassa os 25%. Lá, grande parte dos partos normais também é feito com anestesia, porém mais leve, e dificilmente é realizado em uma sala de cirurgias.

Na Europa, especialmente Holanda, Alemanha e Inglaterra, a situação é bem diferente. Os índices de mortalidade materna e infantil são baixíssimos, o acompanhamento é feito pela figura do médico da família” e o parto é realizado por parteiras formadas – os obstetras só entram em cena em caso de complicações de alto risco. Outra diferença é que, no caso das holandesas, metade escolhe ter os filhos em casa e sem remédio algum. E as que vão para o hospital dificilmente recebem anestesia – se tudo correr bem, duas horas depois elas já têm alta. Casos de cesárea ficam em torno de 10%.

Outro caso interessante é o da Nova Zelândia, onde cerca de 75% dos partos são feitos por parteiras, mas apenas 7% são feitos em casa. O resto é feito em hospitais ou clínicas e dificilmente é preciso que um obstetra entre em ação. Logo ao lado, na Austrália, 70% dos partos são normais e mais de 97% acontecem em hospitais.

No Japão não é muito diferente. As gestantes lutam para ter o filho sem precisar de anestesia – existe a crença budista de que as dores do parto são um teste que preparam a mulher para o desafio de ser mãe. O processo é feito no hospital e o pai da criança só pode entrar na sala se fizer um curso especial. No caso de cesárea, ele perde o direito de entrar. Após o parto, a mãe fica mais tempo internada: 5 dias para parto normal e 10 dias para cesárea.

O papel do obstetra é importantíssimo: garantir a segurança e a saúde da mãe e do bebê. Em casos que necessitam de cirurgia é ele o profissional indicado para que tudo corra bem.

Celular pode atrapalhar a qualidade do sono

Pesquisa relaciona radiação liberada pelo aparelho com a dificuldade de dormir e outros sintomas

labfa-celular-corte

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Karolinska, Universidade de Uppsala (Suécia) e Wayne State University de Michigan, mostra que os efeitos da radiação do celular podem interferir na qualidade do sono, causar dores de cabeça, confusão e sensação de corpo pesado durante o dia.
Leia Mais

Como saber se você está exagerando na malhação?

O sedentarismo faz mal, mas o excesso de exercícios físicos também causa danos ao corpo

labfa-exercicio-corte

Assim como não praticar exercício nenhum faz mal ao organismo, quem vai para o outro extremo também corre riscos. Os músculos ficam esgotados, os hormônios se alteram, o sono é prejudicado e o coração bate acelerado o tempo todo. O corpo fica exausto, a imunidade cai e tudo ao redor não parece mais ser interessante.
Leia Mais