Alimentos da estação: Berinjela

Conheça os benefícios do alimento

labfa-berinjela-corte

A berinjela não é um vegetal típico do Brasil, mas a planta que veio da Índia se adaptou muito bem ao nosso solo graças ao clima, que é quente a maior parte do ano. Sendo assim, não é difícil vê-la nas mesas tupiniquins, é fácil de encontrar na feira e é comumente usada para substituir a carne em receitas vegetarianas. Até aí, tudo muito normal. A novidade é que, de uns anos para cá, pesquisadores de vários lugares do mundo resolveram estudar a berinjela e concluíram que ela é mais do que uma simples opção de comida. Ela é um poço de benefícios.

Em primeiro lugar, ela é um vegetal com alto teor de água, é rica em fibras, sais minerais (cálcio, fósforo, potássio e magnésio) e vitaminas (A, B1, B2, niacina e vitamina C), além de apresentar saponinas, compostos fenólicos, flavonóides e glicoalcalóides.

Tudo isso colabora para o bom funcionamento do organismo, mas vamos falar sobre os principais pontos positivos do seu consumo:

  • Emagrece: de acordo com uma pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 14g de farinha de berinjela por dia fez um grupo emagrecer 6 quilos em dois meses, enquanto o grupo de controle, que seguiu a mesma dieta sem a farinha, emagreceu só metade. Além do alto teor de fibras, que provoca saciedade e diminui a fome, a berinjela é composta por 92% de água – ou seja, é diurética, o que é sempre bem-vindo para a perda de peso. E pode comer à vontade: 100g de berinjela tem apenas 26 calorias.
  • Reduz o colesterol e os triglicerídeos: pesquisa realizada em coelhos pela Unicamp apontou que o suco de berinjela é capaz de reduzir em 30% o colesterol. Outro estudo, da UFRJ, também concluiu que a farinha do vegetal reduz os níveis de colesterol total e triglicerídeos.
  • Diminui o risco cardíaco: além de diminuir os níveis de colesterol e triglicerídeos, os flavonoides presentes na berinjela (responsáveis pelo tom arroxeado) estão relacionados à diminuição de complicações cardíacas. Seu potássio também controla a pressão arterial.
  • Reduz dores articulares: a farinha de berinjela é capaz de diminuir os níveis de ácido úrico, que, em excesso, provoca dores nas articulações.
  • Melhora o funcionamento do intestino: suas fibras auxiliam no trânsito intestinal, contanto que a pessoa beba, no mínimo, 1 litro de água por dia.

Aprenda a fazer a farinha de berinjela:
1. Separe 1 kg de berinjela com casca – das mais firmes e com a casca brilhante e uniforme.
2. Corte as berinjelas em fatias e arrume-as em uma fôrma.
3. Leve ao forno até a berinjela ficar crocante e ressecada – por volta de duas horas.
4. Retire e triture no liquidificador até virar pó. O rendimento é de 100g.
5. O ideal é que a farinha de berinjela fique com a mesma aparência da farinha de mandioca.
6. Guarde-a em local fresco ou na geladeira por até um ano.

Tags:, , , , ,