Aquecer e alongar

Você sabe quando escolher cada uma destas práticas?

BlogFR02 (5)

Alongamento e aquecimento são atividades há muito incorporadas na rotina de quem pratica exercícios físicos regularmente. Mas você sabe bem o que é cada coisa, para que servem e que cuidados devemos ter na execução dessas atividades?

Simplificadamente, o alongamento é um tipo de atividade de contração muscular, que gera um estímulo para alongar as fibras musculares. Já o aquecimento é uma forma de aumentar o metabolismo da musculatura a ser utilizada durante a prática esportiva. Ele tende a ser executado de forma progressiva, dentro do mesmo gesto motor da atividade a ser realizada.

Para acabar com as dúvidas, conversamos com o médico do exercício e do esporte, coordenador do Departamento Médico do Botafogo de Futebol e regatas e médico da Seleção Brasileira de Natação, Dr. Gustavo Magliocca.

Quais riscos corremos quando não fazemos alongamento da forma adequada?
O grande risco do alongamento
é gerar uma tensão patológica
ao músculo, isto é, o estímulo tensional ser além do que o tecido pode suportar, gerando estiramento ou ruptura da fibra muscular.

E para o aquecimento?
No aquecimento, o risco é não fazê-lo de forma progressiva, representando já uma carga excessiva aos músculos sem que haja adaptação suficiente. Esta carga também oferece risco de lesões musculares e das articulações.

Como evitar esses problemas?
O grande segredo para se evitar tais riscos é primeiro fazer os movimentos com atenção e sem pressa para terminar as fases. O aquecimento é obrigatório antes das atividades e faz parte do treino, já o alongamento pode ser realizado após ou mesmo em momento separado da atividade.

Tags:, ,