Arquivo para categoria: Equilíbrio

Confira sete dicas para minimizar os efeitos do jet lag

Seja qual for o destino de sua viagem, é possível amenizar os sintomas provocados pela mudança do fuso horário

FRISCH_BLOG

Jet lag é o nome dado aos sintomas provocados pela mudança brusca do fuso horário. Se o seu destino for muito distante, como Europa, Ásia e até mesmo América do Norte, é quase impossível passar incólume pelo jet lag.

“De forma geral, leva-se em média um dia para se ajustar a cada hora percorrida, seja para mais ou para menos”, afirma Regina Biasoli Kiyota, especialista em Análises Clínicas do Laboratório Frischmann Aisengart.

Porém, algumas medidas ajudam a acelerar esse processo de readaptação e minimizar os desconfortos.

Confira abaixo sete dicas para reduzir o mal-estar causado pelo jet lag.

1. Prepare-se previamente. Se você tem uma agenda de negócios a cumprir, tente chegar um ou dois dias antes do compromisso, assim você estará mais disposto para seus afazeres.

2. Talvez você não precise de ajustes. Se a viagem for curta (um fim de semana ou três dias, por exemplo) e o fuso do destino tiver uma diferença de até duas horas, o ideal é não lutar contra o seu relógio biológico. Portanto, siga com sua rotina nos horários usuais, apenas adaptando as horas a mais ou a menos.

3. Fique sem comer. Mas apenas o tempo necessário para você fazer sua primeira refeição no horário do local de destino, ou seja, tomar o café da manhã às 8h ou almoçar ao meio-dia. A ideia é “reiniciar” o seu ciclo circadiano “por meio do estômago”. Mas o ideal é não estender o jejum para mais de 12 horas.

4. Mas não fique sem beber. Evitar a desidratação é importante para amenizar os efeitos do jet lag. Por isso, beba bastante água durante e depois da viagem. A medida ainda diminui o desconforto causado pelo ar seco dos aviões. Porém, evite bebidas alcoólicas e café.

5. Evite cochilos. Se você estiver viajando durante a madrugada, aproveite para dormir no voo. Porém, evite dormir ao chegar ao hotel, mesmo que o voo tenha sido muito cansativo.

6. Controle a exposição à luz. Se for viajar para o oeste, onde o fuso é atrasado em relação ao nosso, exponha-se à luz do fim da tarde, para que seu organismo “entenda” que ainda é dia. Se a viagem for a leste, como na Europa, onde o fuso está adiantado, acorde mais cedo e imediatamente exponha-se à luz do sol.

7. Melatonina pode ser uma opção. Este hormônio ajuda a controlar a qualidade do sono, se tomado no horário e dose correta. Por isso, converse com seu médico antes da viagem.

Mitos e verdades sobre a vitamina C

Nutriente não ajuda na prevenção de resfriados, mas auxilia na formação de glóbulos vermelhos e de reparação, aumentando a produção de colágeno

frisch_blog

Para a maioria das pessoas, a ingestão de vitamina C é uma das principais formas de prevenir os resfriados. A ideia surgiu em 1970, ano em que o químico norte-americano Linus Pauling, ganhador de dois prêmios Nobel, lançou o livro “Vitamina C e o Resfriado”, no qual pregava que um grama diário de vitamina C era o suficiente para reduzir em 45% a incidência de resfriados.

Atualmente, médicos e nutricionistas questionam a teoria de Pauling. Pesquisadores europeus desenvolveram o maior estudo de revisão sobre o papel da vitamina C em relação a gripes e resfriados e concluíram que a receita é absolutamente ineficaz, exceto para atletas de alta performance, como maratonistas ou triatletas.

Sabe-se que a vitamina C auxilia na formação de glóbulos vermelhos e de reparação, agindo como um fator na produção de colágeno, um tecido conectivo importante no corpo. Além disso, o nutriente ajuda o corpo a absorver o ferro a partir das folhas que comemos. Além disso, a vitamina C, também conhecida como ácido ascórbico, protege as células do corpo e tecidos dos danos causados por radicais livres, ou seja, antioxidante protetor.

“Concorda-se que uma dieta balanceada e sem suplementos é suficiente para a ingestão do nutriente”, afirma Myrna Campagnoli, endocrinologista do Laboratório Frischmann Aisengart. Já as altas doses (milhares de miligramas) podem causar diarreia, náusea, vômito, dor de cabeça, fadiga e perturbação do sono. O uso prolongado pode ainda facilitar o aparecimento de cálculos (pedras) no sistema urinário.

A Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos recomenda que a ingestão diária de vitamina C seja de 60 a 95 miligramas por dia.

7 dicas para começar de vez as atividades físicas

Fazer uma avaliação completa, preparar o corpo e fugir da rotina estão entre as principais sugestões.

Cerpe_blog

Alguns têm mais, outros, menos disposição para fazer atividades físicas. Os motivos também podem variar, mas uma coisa é certa: quem se exercita ganha inúmeros benefícios para uma vida mais saudável, reduzindo a incidência de fatores de risco de doenças cardiovasculares, como hipertensão arterial, diabetes e aumento dos níveis de colesterol, e contribuindo para seu controle.

 

Confira sete dicas valiosas para iniciar suas atividades físicas com saúde e ter um resultado ainda melhor:

 

natacao_esportes´

  1. Saúde em Dia: é importante fazer uma avaliação completa na própria academia ou no médico de sua preferência.
  2. Roupa Adequada: use roupas leves e tênis confortáveis; existem diferentes modelos para cada tipo de atividade.
  3. Corpo Preparado: inicie sempre com alongamentos para aquecer os músculos e as articulações. Faça os exercícios principais por 30 minutos e finalize com os mesmos alongamentos iniciais, totalizando 45 minutos de treino.
  4. Hidratação: hidrate-se antes, durante e depois do treino. Tome meio litro de água fracionado durante os intervalos de descanso e até um litro nas próximas horas após os exercícios.
  5. Sem pressa: vá com calma. As primeiras aulas, mesmo sem resultados aparentes, são importantíssimas para adaptação e fortalecimento dos músculos e das articulações, assim você evita lesões.
  6. Fuja da Rotina: para potencializar os resultados, varie seu treinamento. Se iniciou seu dia com uma aula, alterne com sessões de bike indoor, depois vá para a musculação, por exemplo. Faça isso durante toda a semana.
  7. Um Passo de Cada Vez: aumente a intensidade de seus exercícios gradualmente. Siga sempre a orientação de seu professor para ir adiante em seu treinamento.

Cinco hábitos que ajudam a viver mais

Pequenas mudanças no dia a dia podem ser a chave da longevidade

Cinco hábitos que ajudam a viver mais

Quem nunca pensou em chegar ao cem anos transpirando saúde? Apesar da medicina ter avançado muito, é bom estar atento aos hábitos cotidianos que podem nos ajudar a viver mais e com maior qualidade de vida. Separamos cinco dessas pequenas mudanças que podem fazer uma grande diferença ao longo da nossa existência:

Diminua o consumo de carne vermelha

Não tem problema fazer aquele churrasco de vez em quando, o que importa é não exagerar. Um estudo feito pela Escola de Saúde Pública de Harvard mostrou que pessoas saudáveis aumentavam as chances de desenvolverem câncer ou terem um ataque cardíaco se comessem carne vermelha regularmente. Já ao ingerirem carnes brancas, como peixe e frango, o risco de mortalidade diminuía.

Saia da cadeira

Já parou para pensar quantas horas por dia você passa sentado? Provavelmente muitas. De acordo com a Sociedade Americana de Câncer, ficar sentado por muito tempo altera o metabolismo e influencia o colesterol e a pressão arterial, que podem causar problemas cardíacos. Por isso, alongue-se no trabalho e levante-se de vez em quando para uma pausa.

Deixe a TV de lado

Se você assiste a quatro horas de televisão ou mais por dia, as chances de você morrer de qualquer complicação aumentam 50%. Pelo menos é o que aponta o estudo feito pelo Instituto do Coração e Diabetes Baker IDI, na Austrália. Eles observaram adultos sem histórico de doenças do coração e chegaram à conclusão de que assistir TV aumenta o risco de morte prematura e doenças do coração.

Respire bem

Pode parecer algo muito simples, mas se você parar alguns minutos do seu dia para prestar atenção apenas na sua respiração, pode ficar com uma sensação de bem-estar e combater desgastes mentais e físicos. De acordo com um estudo da Universidade de Johns Hopkins, nos Estados Unidos, quem consegue respirar bem, principalmente enquanto dorme, tem 50% menos chances de morrer do que quem não o faz.

Saia com os amigos

Não é só com exercícios que se tem uma vida mais saudável, estar com amigos faz com que você viva 50% a mais do que quem vive sozinho. Segundo um estudo da universidade americana Brigham Young, não ter contato social pode diminuir sua expectativa de vida mais que a obesidade, sedentarismo ou fumo.

Harmonize-se

Se antes a imagem de uma pessoa conectada 24 horas era relacionada apenas a algumas profissões − como um operador da bolsa ou um médico −, no século 21 não importa a carreira: você provavelmente é alcançado a qualquer hora do dia (e da noite) por questões profissionais ou não, e precisa aprender a lidar com isso de forma positiva

fr-harmonia-corte-475x240

Smartphones, tablets, notebooks e outros gadgets comuns entre os profissionais da Geração Y são úteis para resolver situações fora do escritório, mas podem transformar as pessoas em escravas permanentes do trabalho. Nesse cenário, em que a tecnologia tornou tênue a barreira entre vida pessoal e profissional, como encontrar o equilíbrio? Leia Mais

Ceia de Natal farta e sem prejuízo ao coração

É possível juntar a família e comer porco, chester e peru sem elevar o colesterol

BlogFR05

 

Muitas pessoas usam as resoluções de Ano Novo para tomar fôlego e começar a dieta, principalmente por causa dos excessos cometidos nas festas de Natal e Réveillon. Alimentar-se melhor é sempre bom, mas a ceia não precisa ser exagerada para ser gostosa.

Leia Mais

Correndo rumo ao primitivo

Com uma mente objetiva e perseverante, nosso Diretor Médico, Mauro Scharf, percorre trajetos extenuantes e paradisíacos, sem se abalar frente às adversidades da vida

labfa-nossagente-corte

Contato direto com a natureza, liberdade e superação dos próprios limites, sejam eles físicos ou mentais. Essas são algumas características das corridas de aventura, que atraem pessoas do mundo todo interessadas em vivenciar a experiência de correr em lugares inóspitos e com paisagens exuberantes. Mauro Scharf, nosso endocrinologista e Diretor Médico é um esportista que acabou se apaixonando por essa modalidade específica de corrida. “Tem uma sedução muito diferente para mim, por conta de ser uma experiência na natureza, a adrenalina de conhecer lugares por onde ninguém passou e todos os desafios que temos de superar”, detalha ele.
Leia Mais

Cores no prato: alimentos vermelhos

Entenda por que é importante ter um prato colorido e conheça o papel dos alimentos vermelhos

Blog03

 

Um prato com várias cores traz vários benefícios ao organismo, mas você sabe quais são os benefícios de cada cor? Hoje nós vamos descobrir o que a cor vermelha representa na sua dieta.

Leia Mais

Cuide da saúde dos seus rins com hábitos simples

Rins saudáveis evitam problemas graves no futuro

Blog_Rins

 

Com 150 gramas e apenas 12 centímetros de altura, quase não dá para acreditar que os rins são órgãos tão vitais quanto o coração e os pulmões. Eles controlam a quantidade de água e sal no corpo, eliminam resíduos e toxinas, ajudam no controle da hipertensão, produzem hormônios que impedem a anemia e a descalcificação óssea, conservam as concentrações contínuas de ácido, evitam a anemia e aumentam a produção de vitamina D.

Leia Mais

Caminhar uma hora por dia reduz o risco de câncer de mama

Mulheres na pós-menopausa que caminham frequentemente podem reduzir o risco em até 14%

Blog_03

 

A Sociedade Americana do Câncer anunciou recentemente uma ótima notícia para este Outubro Rosa: uma simples caminhada de uma hora por dia pode diminuir de maneira significativa o risco de desenvolver câncer de mama.

Leia Mais