Arquivo para categoria: Ser

Seis informações importantes para serem avaliadas nos rótulos dos alimentos

Endocrinologista do Frischmann Aisengart lista itens que devem ser observados na hora de realizar as compras

frisch_blog

Muita gente deixa para fazer as compras depois do expediente e acaba não se atentando aos alimentos que coloca no carrinho. De acordo com Myrna Campagnoli, endocrinologista que integra o corpo clínico do Laboratório Frischmann Aisengart, para evitar cair em armadilhas é fundamental ler os rótulos na hora de escolher os alimentos. “Até mesmo as versões light podem não ser nutricionalmente boas para o organismo”, explica.

Para a especialista, não é necessário ler todo o rótulo, mas algumas informações merecem destaque. Os ingredientes, por exemplo, mostram qual a composição do produto de forma decrescente. Se o primeiro ingrediente presente na lista for farinha de trigo, então é o que está em maior quantidade no produto.

A tabela nutricional também contém informações como calorias, açúcares e gorduras. “Os dados colocados na tabela servem para controle nutricional, e devem ser lidos, principalmente, por quem tem restrições alimentares, como os hipertensos, que precisam evitar o sódio”, afirma a Dra. Myrna.

 

Para ajudar na compreensão da tabela nutricional, a endocrinologista listou alguns itens que merecem mais atenção:

 

  1. Valor energético: Corresponde à energia produzida pelo corpo proveniente de carboidratos, gorduras e proteínas. Ele costuma ser o primeiro item da tabela, colocado em forma de quilocalorias (kcal). Para quem segue dietas com restrições de calorias, este dado é muito importante.
  2. Quantidade da porção: Quem nunca comprou um pacote de salgadinho achando que tinha poucas calorias, mas ao chegar em casa percebeu que o número correspondia a apenas um terço do pacote? Este é um dos primeiros itens que deve ser olhado a fim de evitar surpresas.
  3. Gorduras saturadas: Encontrada principalmente em alimentos de origem animal, essa gordura, quando consumida em excesso, aumenta o colesterol ruim (LDL). Para saber se o produto tem muito desse nutriente, lembre-se que o recomendado é apenas 20 gramas ao dia. Ou seja, alimentos com mais de 2 gramas a cada 100 gramas já representam 10% da cota diária.
  4. Sódio: Está presente em quase todos os alimentos industrializados, inclusive nos doces. O seu consumo excessivo pode ser prejudicial, principalmente aos hipertensos. O indicado é que, a cada 100 miligramas de um alimento, deve haver, no máximo, 200 miligramas de sódio.
  5. Fibras: Além de ajudar no regulamento do intestino, as fibras são também importantes aliadas para a redução da absorção do colesterol e de açúcares. Segundo a Dra. Myrna, hoje o mercado conta com várias opções de alimentos integrais, mas nem todos possuem uma boa porção desse nutriente.  O ideal é que haja a proporção de 3 gramas de fibras a cada 100 gramas do produto.
  6. Colesterol: Independentemente da quantidade de alimentos consumidos diariamente, o consumo diário de colesterol não deve passar de 300 miligramas. O excesso pode colaborar para o aumento do LDL, resultando em um fator de risco para o infarto.

Não basta ser magro. É preciso ser saudável

O preparador físico Marcio Atalla fala sobre alimentação, mudança de estilo de vida e a importância da movimentação.

frisch_blog

Na era da informação não há desculpa para dizer que não se sabe da importância do movimento para a melhora da qualidade de vida. “Se eu tenho tanta informação – e hoje em dia o que mais se tem é informação –, por que não cuido da saúde?” Foi essa a pergunta que impulsionou a produção do documentário Naquela Época e Hoje, idealizado pelo preparador físico Marcio Atalla.

Com a ajuda de especialistas, Marcio visa incentivar a mudança na vida de cada espectador. A ideia é que as pessoas percebam que nosso corpo só vai funcionar bem com movimento, que o ambiente em que se vive determina o estilo de vida, e incentivá-las a fugir das dietas milagrosas e alimentos mágicos. Para isso, Marcio buscou comprovação científica e ouviu a opinião dos maiores nomes da medicina.

“Uma pessoa que nasceu na década de 1950 tinha outro estilo de vida, com muito movimento. Essa pessoa não precisava ir para uma academia. Esse movimento já era do dia a dia. O que eu quis mostrar é que ao mudar o meio ambiente você muda também o estilo de vida. E ele é responsável pela saúde”, diz.

 

atalla_infog

 

O PESO DA ALIMENTAÇÃO

A alimentação representa apenas 30% na mudança de hábitos, mas inverter a equação parece simples: é mais fácil deixar de comer certos alimentos do que incluir o movimento na rotina.

“É um engano. Dietas radicais e por tempo limitado são as responsáveis pelo efeito sanfona, que faz você engordar e emagrecer, engordar e emagrecer. E isso é tão prejudicial para o corpo quanto a própria obesidade”, afirma Marcio.

Se a alimentação tem um papel tão importante hoje, é porque as pessoas não se movimentam o suficiente e não buscam entender o funcionamento do corpo. “Não dá para pensar ‘eu vou me alimentar bem menos porque eu não vou me movimentar’. O ‘não se movimentar’ leva às doenças crônicas.” Não basta estar magro, é preciso estar saudável.

Essa matéria foi originalmente publicada em uma de nossas revistas.

29 de agosto é o Dia Nacional de Combate ao Fumo

Dra. Jerusa Miqueloto, oncologista e hematologista do Laboratório Frischmann Aisengart, faz um alerta sobre os malefícios do tabagismo.

frisch_blog

Considerado pela comunidade médica um problema de Saúde Pública que acarreta uma série de doenças graves, o tabagismo atinge cerca de 1,3 bilhão de pessoas em todo o mundo, o que representa mais de 15 bilhões de cigarros consumidos diariamente. Neste 29 de agosto, comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Fumo e, mais uma vez, autoridades e entidades de todo o país concentram esforços em campanhas de conscientização.

Para Dra. Jerusa Miqueloto, oncologista e hematologista integrante do corpo clínico do Laboratório Frischmann Aisengart, as doenças acarretadas pelo tabagismo chegam a matar hoje, nos países em desenvolvimento, mais que a soma de outras causas evitáveis de morte, tais como o uso de cocaína, heroína, álcool, acidentes como incêndios, suicídios e até o vírus da AIDS.

fumante

O tabagismo é causa de grandes prejuízos às pessoas e à sociedade. A principal doença relacionada ao tabagismo é o enfisema pulmonar, classificado como Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica – DPOC -, mas o fumante pode ter outras doenças graves como Acidente Vascular Cerebral (derrame cerebral), impotência sexual, complicações cardíacas, câncer de cordas vocais, língua, boca e faringe. “Estas são importantes e frequentes patologias associadas ao fumo e que muitas vezes têm um grande impacto na perda de qualidade de vida, e podem deixar o paciente dependente de oxigênioterapia”, reforça a especialista.

A Dra. Jerusa salienta que o tabagismo aumenta não só o risco de doenças pulmonares e respiratórias, ele é o principal responsável pelo câncer de pulmão, que mais mata pessoas no mundo. O tabagismo também atinge diretamente os vasos sanguíneos e está diretamente relacionado à alteração do metabolismo do colesterol, pois atua no aumento do colesterol total, aumentando a fração ruim (LDL) e diminuindo a fração boa (HDL). Portanto, aumenta  muito o risco cardiovascular. “Assim, não há como não relacionar o tabagismo à incapacidade e ao elevado risco de morte em pessoas jovens”, afirma a médica.

Para a especialista, há muitas sugestões para diminuir esse uso, tais como o aumento de preços do cigarro, dificultando a aquisição. As medidas de apoio para diminuir o hábito do tabagismo, como médicos especialistas, psicólogos e medicações disponíveis para auxiliar no tratamento de interrupção do tabagismo poderiam ser mais acessíveis, de menor preço, para que se atingisse maior número de dependentes. As propagandas poderiam ser proibidas. “Assim, poderíamos tentar conseguir resultados mais concretos e diminuir as doenças que o tabagismo acarreta”, conclui.

raiox_pulmao

 

Fumo e saúde

  • Responsável por 75% dos casos de bronquite crônica.
  • 80% dos casos de enfisema pulmonar.
  • 80% dos casos de câncer de pulmão.
  • 25% dos casos de infarto agudo do miocárdio.
  • Riscos de 100 a 800% (8 vezes mais) de contrair infecções respiratórias, câncer de laringe, boca, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, aterosclerose, acidente vascular cerebral, tromboangeíte obliterante e aneurismas de aorta.
  • Quanto maior o número de anos de tabagismo, mais elevada a mortalidade.
  • Quanto mais cedo começa, maior o risco.
  • O risco de câncer nos ex-fumantes está diretamente relacionado com o número de cigarros /dia e anos de tabagismo.
  • Há considerável diminuição da expectativa de vida. Se o início se dá antes dos 15 anos, a mortalidade é 2 a 3 vezes maior que os não-fumantes da mesma idade.
  • A nicotina faz dependência por atuar no sistema nervoso. O monóxido de carbono prejudica a oxigenação, inclusive do miocárdio (músculo do coração). Diminuindo a oxigenação, favorece o depósito de gordura nas artérias.
  • Aumento do colesterol total e fração LDL (mau colesterol), diminuição do HDL (bom colesterol).
  • Após fumar um cigarro, observa-se aumento do ritmo cardíaco, aumento da pressão arterial, vasoconstrição periférica. Isto, continuamente, obriga o coração a maior esforço.
  • O fumo tem mais de 4770 substâncias tóxicas, sendo 60 substâncias sabidamente cancerígenas, como o alcatrão. Outras substâncias presentes são consideradas cocarcinogênicas, como arsênico níquel e cádmio. Há elementos radioativos como polônio-210 e carbono-14.
  • Além disso, ocorrem injúrias comprovadas no DNA. O risco de câncer é de 4 a 14 vezes maior do que no não-fumante.

Autoexame simples ajuda a diagnosticar doenças da tireoide

Dr. Mauro Scharf, diretor médico e endocrinologista do Laboratório Frischmann Aisengart, explica como fazer o autoexame.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo têm alguma doença ligada à tireoide. Uma maneira de a própria pessoa procurar detectar se a tireoide está aumentada é o autoexame, que é facilmente realizado com um copo de água e um espelho.

Dr. Mauro Scharf, diretor médico e endocrinologista do Laboratório Frischmann Aisengart, revela que o autoexame tem a finalidade de identificar anormalidades, mas não exclui a necessidade de consultar regularmente o médico. “Uma visita ao médico é imprescindível”, afirma. Ele reforça que os autoexames, em geral, são uma maneira de o paciente auxiliar o médico no diagnóstico precoce, fundamental para a cura de determinadas doenças.

 

Scharf explica que o autoexame da tireoide deve ser feito por meio das seguintes etapas:

  1. Segure um espelho em frente ao pescoço, na direção da localização da tireoide, com a outra mão segure um copo com água.

  2. Estenda a cabeça para trás como se fosse olhar para o teto, mas de forma que possa ver o pescoço no espelho e beba um gole de água.

  3. Ao engolir, observe, na região da projeção da tireoide, se há alguma elevação ou saliência.

  4. Caso algum nódulo ou elevação localizada seja percebido, um endocrinologista deve ser procurado para uma avaliação mais detalhada.

 

O endocrinologista ressalta que o autoexame tem a finalidade de identificar o aumento do volume da glândula ou a presença de nodulações evidentes e que, entretanto, não há correlação direta com o estado funcional da glândula. “Portanto, não exclui a necessidade de consultar regularmente o médico, bem como da eventual realização de exames laboratoriais e de imagem (ultrassonografia)”, afirma.

 

tireoide

Um dos perigos do verão se esconde na areia da praia.

Na alta temporada do verão o mais comum é a preocupação com a qualidade da água do mar e quais locais são impróprios para o banho.

praia

O problema é que a areia também tem seus perigos e é a principal causa de problemas de pele nessa época. Um estudo realizado no litoral catarinense demonstrou que em 4 balneários pesquisados, foram encontrados níveis de coliformes fecais três vezes maiores que o esgoto bruto. Leia Mais

Como acalmar o bebê durante a gravidez

Emoções e até a alimentação podem agitar o feto

Mulher grávida

Estar grávida é notar muitas mudanças no corpo e nos hormônios e também sentir um bebê crescendo dentro de você. Na maioria das vezes, as futuras mamães vibram a cada chute que o bebê dá, mas há dias em que eles se mexem muito! Acalmar o bebê pode ser bem mais simples do que você pensa.

Em primeiro lugar, é importante estar calma, as suas emoções provocam alterações hormonais e isso reflete no bebê, que pode ficar agitado. Por isso, fique sozinha, sente-se e feche os olhos. Respire fundo quantas vezes for necessário. Ansiedade e estresse podem ser resolvidos com uma simples respiração.

Se depois da respiração o bebê ainda continuar agitado, procure fazer carinhos na sua barriga. Massageá-la pode acalmar o feto. Se preferir, use cremes ou óleos que ajudam a prevenir estrias.

O bebê consegue ouvir tudo que acontece do lado de fora da barriga, por isso é recomendado conversar com ele. Conte como foi seu dia e como está se sentindo. Ouvir músicas calmas também podem ajudar a deixar o bebê mais tranquilo.

E, por fim, vale prestar atenção na sua alimentação. Chocolates e bebidas ricas em cafeína também influenciam o humor do bebê, que se movimentará mais.

Sapatos podem revelar a sua personalidade

Se analisados, o estilo de cada pessoa reflete muito no humor e personalidade

Corte_02

Você sabia que os seus sapatos podem falar muito sobre a sua personalidade e até sobre o seu humor? Ao menos é o que indica um estudo realizado pela Universidade do Kansas, nos Estados Unidos. E o melhor: as pessoas ao seu redor podem perceber esses sinais!

De acordo com o estudo, 90% das nossas características podem ser percebidas pelos nossos calçados, analisando desde as cores e o estilo, até o preço e o estado de conservação. A pesquisa foi feita com voluntários divididos em dois grupos: o primeiro deveria tirar fotos de seus sapatos e responder um questionário sobre si; e o segundo teve o trabalho de julgar os donos só olhando os sapatos.

Com isso, foi possível constatar que pessoas com um bom salário, ou uma maior capacidade para economizar, têm sapatos mais caros. Sapatos de salto alto demonstram nervosismo, enquanto os confortáveis são para as pessoas calmas. Já aqueles que escolhem sapatos pretos e sem detalhes, são considerados frios e reservados. Botas podem indicar agressividade. E, claro, pessoas extrovertidas preferem sapatos bem chamativos!

Droga que promete apagar más lembranças é descoberta

Pesquisa mostrou que droga pode ajudar no tratamento pós-traumático

Corte_06

Já pensou poder esquecer aquele momento de dor, ou aquele trauma que sempre causa ansiedade e estresse? Segundo um estudo publicado na revista Nature Neuroscience, cientistas descobriram uma droga que é capaz de eliminar lembranças ruins e o sofrimento físico da mente.

Antes usada para tratar a esclerose múltipla reincidente, a fingolimod, como a droga é chamada, ainda está sendo testada, mas já apresenta bons resultados.

A descoberta é um avanço para a ciência e, no futuro, poderá ajudar a eliminar maus sentimentos e lembranças de momentos traumáticos. Pacientes poderão usá-las no processo conhecido como a “extinção do medo”, que pode auxiliar no tratamento de síndromes pós-traumáticas, como no caso de veteranos de guerras e de fóbicos.

Entendendo o teste de paternidade

Teste é oferecido no Laboratório Frischmann Aisengart e tem precisão de 99,9%.

Paternidade

Desde que a novela da Rede Globo Em Família trouxe o assunto, muito se tem discutido sobre teste de paternidade no Brasil. Segundo dados do IBGE, cerca de 30% dos registros de recém-nascidos brasileiros não têm o nome do pai.

O teste de paternidade, porém, nem sempre se resume à situação em que a mãe e o suposto pai vão a um laboratório e passam pelo processo de coleta e análise de sangue. Em alguns casos, o provável pai já está morto e, por isso, outro procedimento deve ser tomado.

De acordo com Marcelo Malaghini, Doutor em Biotecnologia e responsável pelo setor de DNA do Laboratório Frischmann Aisengart, nas situações em que o suposto pai é falecido, são necessários, no mínimo, dois familiares legítimos para alcançar um grau de precisão adequado na análise. “É preciso fazer uma reconstrução do perfil genético através de familiares ou até mesmo a utilização de fragmentos ósseos obtidos pela exumação do cadáver do suposto pai”, afirma o especialista. Vale lembrar que não importa a aparência física, geneticamente somos o resultado de uma contribuição idêntica de ambos os genitores.

O Laboratório Frischmann Aisengart realiza testes de paternidade que alcançam graus de precisão entre 99,9% e 99,99999999%. Em março de 2011 o Laboratório recebeu a homologação da acreditação na norma internacional 17.025 nos processos de análises de paternidade. A certificação foi conquistada depois de uma recomendação, posterior a uma auditoria do INMETRO. Segundo Malaghini, trata-se do principal selo de qualidade, de reconhecimento internacional, que um laboratório de ensaios pode obter no mundo. “Em análises de paternidade, o Laboratório Frischmann Aisengart é o primeiro no país a apresentar este nível de qualidade” finaliza.

Síndromes cromossômicas: saiba mais sobre elas

Seja Down, Edwards ou Patau, o que você conhece sobre trissomias?

Down_blog

Trissomias são doenças cromossômicas. Elas se apresentam de diferentes maneiras, porém todas elas vêm de um distúrbio genético nos cromossomos. O tratamento de cada uma delas é diferente. Veja quais são essas diferenças:

Síndrome de Down
Quando uma pessoa apresenta três cromossomos 21 ao invés de dois, ela apresenta, também, diferentes níveis de deficiência intelectual e aparência facial típica da doença.

As pessoas acometidas pela doença costumam ter estatura mais baixa, achatamento da parte de trás da cabeça, inclinação das fendas palpebrais, pequenas dobras de pele no canto externo dos olhos, orelhas e boca pequenas, língua proeminente, tônus muscular diminuído, mãos e pés pequenos e excesso de pele na nuca.

Há alguns problemas de saúde comuns em quem tem Síndrome de Down, como deficiência auditiva (80% a 90%); doença congênita do coração (30%); problemas intestinais; distúrbios oculares; problemas ortopédicos; leucemia e convulsões.

Não há prevenção da doença, mas quanto mais cedo for diagnosticada, maiores as chances de uma vida normal. Melhorar o desenvolvimento da criança, trabalhar a fisioterapia motora e aprimorar a articulação dos sons da fala são algumas das ações que aumentam a qualidade de vida.

Síndrome de Patau
No caso da Síndrome de Patau, a pessoa apresenta três cromossomos 13, ao invés de dois. A síndrome, também conhecida como Bartholin-Patau, origina-se no óvulo e é mais comum em gestantes com mais de 35 anos.

Os sinais da doença são malformações do sistema nervoso central, baixo peso ao nascer, defeitos na formação dos olhos, problemas auditivos; dificuldades no controle da respiração, lábio leporino e problemas cardíacos congênitos.

A anomalia é mais comum em meninas, afetando em torno de 1 em cada 7.000 nascidos. A doença é a principal responsável por aborto espontâneo no primeiro trimestre da gestação.

Síndrome de Edwards
A trissomia 18, como diz o nome, é a presença de três cromossomos 18 ao invés de dois. Mais comum entre meninas, atinge 1 em cada 8.000 nascidos.

Assim como a Síndrome de Patau, a doença diminui as chances de vida do bebê. Estima-se que, em 95% dos casos, a doença resulte em aborto espontâneo.

Os portadores da deficiência apresentam deficiência física, choro fraco, musculatura esquelética fraca, pouca resposta a estímulos sonoros, deficiência intelectual, crânio disfórmico e maxilares recuados.

Detecção
Os testes invasivos atualmente disponíveis para descobrir a presença de anomalias cromossômica ficaram no passado. Hoje, a partir da 9º semana gestação, de forma segura, através de uma simples amostra de sangue retirado do braço da mãe pode ser feita a analise para descoberta das síndromes mais comuns.

“A partir desse material, será feita a amplificação do DNA presente na amostra. No passo seguinte, é feito o sequênciamento dos SNP’s (polimorfismos de nucleotídeo único), marcadores altamente variáveis que permitem diferenciar duas pessoas. Como metade do material do bebê é herdada metade da mãe e metade do pai, parte dos SNP’s será igual e parte diferente. Através da análise dos valores encontrados por um programa próprio para isso, será feito um perfil de SNP’s da mãe e do feto para estimar, com alta probabilidade de acerto, se o bebê possui alguma das síndromes investigadas”, explica Dr. Gustavo Guida, nosso geneticista.

Com o resultado em mãos em 10 dias, o médico vai tirar as dúvidas, esclarecer as possibilidades de tratamentos e orientar quanto aos profissionais mais indicados para os cuidados desse bebê.