Ceia de Natal farta e sem prejuízo ao coração

É possível juntar a família e comer porco, chester e peru sem elevar o colesterol

BlogFR05

 

Muitas pessoas usam as resoluções de Ano Novo para tomar fôlego e começar a dieta, principalmente por causa dos excessos cometidos nas festas de Natal e Réveillon. Alimentar-se melhor é sempre bom, mas a ceia não precisa ser exagerada para ser gostosa.

A fartura da mesa de fato oferece grandes tentações e o excesso de porco, chester ou peru pode comprometer o índice de colesterol, um dos maiores vilões do coração. Sim, passar as comemorações só na saladinha não tem graça, mas saiba que é possível provar de tudo sem descuidar do corpo. Confira:

– Prepare-se ao longo do dia: aproveite o café da manhã, o almoço e o lanche da tarde para fazer refeições leves e saudáveis à base de cereais integrais, carnes magras, vegetais folhosos e frutas. Assim, você não chega na hora da festa querendo atacar a mesa.

– Se você for o responsável pelos pratos da festa: em vez de preparar três tipos de carnes, dois de arroz e quatro sobremesas, escolha um tipo de cada para poder provar de tudo com moderação sem sentir culpa depois. Abuse dos temperos caseiros e evite molhos pesados. E não se esqueça: evite beliscar durante o preparo!

 – Prefira a carne magra: o peito do peru é a carne que menos causa prejuízos à saúde, seguida pela coxa e a sobrecoxa da ave. O chester também é uma boa opção, visto que ele apresenta menos gordura saturada que o frango, por exemplo. Se a vontade de provar o porco for maior, escolha o lombo, que é a alternativa menos pior. E lembre-se: retire a pele de todas elas!

– Compense nos acompanhamentos: para acompanhar a carne, faça um belo arroz com sete grãos para garantir grande valor nutritivo e poucas calorias. Não se esqueça de uma bela salada colorida.

– Atenção ao tamanho no prato: a porção da carne escolhida deve ter cerca de 150 gramas, o equivalente a mais ou menos o tamanho da palma da mão. A fatia de carne de porco deve ser um pouco menor, com cerca de 100 gramas (calcule como o centro da mão, sem os dedos). Se quiser provar mais de uma carne, diminua os tamanhos dos cortes para que, juntos, caibam nesta medida.

– Diminua a quantidade: você pode até provar queijo, presunto, castanhas, nozes, embutidos e pães, mas eles também podem influenciar negativamente o índice de colesterol. Lembre-se que eles são somente petiscos, um ou dois já é suficiente.

– Sem excessos: o abuso de doces e a ingestão desmedida de álcool são fatores capazes de estragar toda a boa intenção de um prato saudável e prejudicar o coração do mesmo jeito.

– Mude o foco: comida de ceia é uma delícia, mas não é o carro-chefe do evento. Valorize o momento de estar com pessoas queridas e aproveite para rir, relembrar boas histórias e demonstrar amor e carinho. Deixe o jantar em segundo plano.

Tags:, , ,