Como acabar com o chulé?

Dicas práticas para eliminar este vilão dos pés

labfa-chule-corte

Ao contrário do que muitos pensam, a bromidrose – vulgo chulé – não ataca somente meninos na adolescência. De fato eles são as maiores vítimas, mas qualquer pessoa pode sofrer com este mal constrangedor causado por bactérias e fungos nos pés. A boa notícia é que existem várias dicas úteis para driblar este problema, confira algumas:

– Lave bem os pés: bastante água e sabonete antibactericida. Eles já eliminam boa parte do problema. Aproveite o momento para usar bucha vegetal, que ajuda a eliminar possíveis resíduos de pele morta que as bactérias tanto gostam.

– Secar é essencial: use a toalha para secar os pés, os dedos e entre cada dedo. Papel toalha ou papel higiênico são boas sugestões para alcançar todos os cantinhos e absorver bem.

– Aposte no talco: talcos antissépticos sempre ajudam, mas cuidado para não pecar pelo excesso – polvilhe apenas um pouquinho. Atualmente também existem desodorantes especiais para os pés.

– Cuide dos seus pés com carinho: corte as unhas regularmente, preferencialmente na forma quadrada, e, se possível, faça esfoliação uma vez por semana e passe hidratante antes de dormir (mas não entre os dedos). Atenção, mulheres: não usem esmalte sem intervalo, pois a unha que passa muito tempo com o produto tem mais chances de desenvolver fungos e micoses.

– Deixe os pés arejarem: invista em chinelos e sandálias quando o clima permitir. E aproveite os momentos em casa para andar descalço.

– Use meias: nunca use sapatos fechados sem meias e, sempre que possível, que elas sejam de algodão. Deixe as meias sintéticas (como as de nylon) para eventos inevitáveis e não repita a peça de um dia para o outro. Lembre-se: usou, lavou.

– Evite certos materiais: sapatos de borracha ou de plástico retêm toda a umidade dos pés, facilitando o surgimento do mau cheiro. Couro e tecidos (na superfície, no forro, na palmilha e no solado) são as melhores opções.

– Cuide dos seus sapatos: não use o mesmo calçado por dois dias seguidos. Deixe o sapato em local arejado e com sol por 24 horas após o uso. De tempos em tempos, esterilize os pares com um spray antibactericida ou antifúngico.

– Receitas caseiras: sempre existem truques caseiros para melhorar os resultados. Prepare uma bacia com água morna, adicione cerca de 4 colheres de sal, e deixe os pés mergulhados por cerca de 10 minutos. Depois de retirá-los, deixe que sequem naturalmente. Também é possível usar vinagre (adicione 2 colheres na água morna, mergulhe os pés por 10 minutos e deixe secar ao natural) ou antisséptico bucal (¼ de xícara de chá do produto misturado na água e deixe os pés de molho por 20 minutos).

Tags:, , , , ,