Conheça melhor o ebola: o vírus que voltou a assustar o mundo

Doença não tem tratamento e mata cerca de 90% de quem a contrai

Conheça melhor o ebola: a doença que voltou a assustar o mundo

No início do ano, uma epidemia do vírus ebola se alastrou sem controle por países africanos. A febre hemorrágica, que é transmitida por meio de sangue ou de outros fluídos corporais, já matou mais de 900 pessoas no continente e tem uma taxa de mortalidade de 90%.

Apesar dos muitos avanços da medicina, o ebola ainda não tem cura certificada, e quem o contrai precisa ficar em isolamento, para evitar que outras pessoas se contaminem e, deste modo, impedir que exista um surto. Durante a epidemia na África, os contatos físicos foram desestimulados a fim de diminuir a disseminação da doença. Beijos, abraços e até apertos de mão foram substituídos por um toque de cotovelo, para simbolizar o contato entre as pessoas.

Com sintomas pouco específicos, o ebola normalmente apresenta febre repentina, fraqueza e dores de cabeça e muscular. Em um estágio mais avançado da doença, os pacientes também apresentam vermelhidão nos olhos, dificuldade de respirar e engolir e erupções na pele.

Como o tratamento ainda está em fase de teste, a maioria das pessoas apresenta os sintomas e acaba morrendo. Agentes de saúde costumam ficar próximos aos pacientes para hidratá-los, cuidar de infecções e manter a pressão e os níveis de oxigênio estáveis. Tais agentes precisam ter cuidados específicos e usar roupas de proteção.

Recentemente, uma missionária e um médico norte-americanos contaminados com o vírus foram transportados em isolamento da África para Atlanta, nos EUA. Eles estão no Hospital Universitario de Emory, que conta com uma ala especialmente concebida para o tratamento de doenças altamente contagiosas. Ambos estão sendo tratados com uma droga em caráter experimental.

Tags:, , , ,