Dificuldade de engravidar – o que pode ser?

A infertilidade atinge cerca de 15% dos casais, mas a maior parte dos casos tem tratamento

labfa-teste-corte

É normal um casal não conseguir engravidar logo nas primeiras tentativas, mas não é por isto que é preciso considerar a infertilidade. A hipótese só deve ser levada em conta após 12 meses de tentativa (ou 6 meses no caso de mulheres com mais de 35 anos), quando um médico deverá ser consultado para averiguar se há algum problema.

O problema pode estar tanto no homem quanto na mulher. No homem, diversas alterações podem reduzir a quantidade, a movimentação, a forma e a capacidade de fertilização dos espermatozoides. As principais causas de infertilidade masculina são: Síndrome de Klinefelter, criptorquidia (testículo que não desceu corretamente), varicocele (varizes no escroto), defeitos no cromossomo Y, orquite viral (como a caxumba), orquiepididimites (consequência das DSTs), intoxicação ou uso de substâncias tóxicas, radiações ionizantes, hipertermia, presença de anticorpos antiespermatozoide ou doenças como anemia falciforme, cirrose hepática e insuficiência renal.

Quanto às mulheres, as causas mais comuns de infertilidade são problemas de ovulação, sendo a idade o fator mais importante. Outras possíveis causas são: excesso de peso, distúrbios alimentares (anorexia e bulimia), depressão, atividades físicas intensas, sedentarismo, tabagismo, alcoolismo, exposição a agentes tóxicos, doença inflamatória pélvica, endometriose, distúrbios hormonais, ovário policístico, insuficiência ovariana, miomas no útero, aumento de prolactina no sangue, cicatrizes no útero em virtude de curetagens, contrações uterinas que impedem que o espermatozoide fecunde o óvulo ou disfunções na tireoide e nas glândulas suprarrenais.

A maioria dessas causas podem ser resolvidas com planejamento, medicamentos ou cirurgia. A estatística é boa: até 95% dos casais que recorrem a tratamentos conseguem ter filhos. O médico saberá quais exames fazer e quais métodos recomendar.

Um dos testes de fertilidade oferecidos pela Delboni é o Teste Simms-Huhner (Pós-Coito). Ele procura saber como os espermatozoides vivem no interior do muco cervical uterino. O casal deverá ter relações sexuais entre o 13o e 15o dia do ciclo menstrual e, horas depois, ir ao laboratório. Uma gota de muco cervical é tirada e examinada no microscópio em busca da presença de espermatozoides com movimento ou não. Se o resultado for baixo é um indício que deve haver algum problema.

Tags:, , , , ,