Endometriose atinge cinco milhões de mulheres no Brasil

Cólicas e dores na cavidade abdominal são os sintomas mais frequentes

frischmann - endometriose - corte

A endometriose é uma doença que se caracteriza pela presença do tecido endometrial fora da cavidade uterina. O endométrio é a camada interna do útero que é renovada mensalmente com a menstruação e, embora esteja localizada na parte externa do útero, a endometriose é susceptível a ação dos hormônios e, a cada ciclo menstrual provoca grande incômodo e dor na cavidade abdominal. Ela tem como locais de envolvimento as trompas, ovários, intestinos, bexiga e a parede da pélvis. Segundo estimativas do IBGE, a endometriose atinge cinco milhões de mulheres em idade reprodutiva.

Os principais sintomas são cólicas e dores durante a relação sexual, que podem ocorrer antes ou durante o período menstrual. Se o tecido endometrial estiver localizado na bexiga, pode provocar desconforto ao urinar. Alojado no intestino, os fragmentos favorecem quadros de diarreia com sangue.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endometriose e Ginecologia (SBE), a postergação da maternidade pode ser um dos fatores do desencadeamento da doença. O raciocínio mais aceito pelos especialistas é o do refluxo dos tecidos do endométrio durante o ciclo menstrual, que em vez de serem eliminados, também se instalam em outros órgãos pélvicos.

A presença de dor abdominal durante uma apalpação, a suspeita de massa perto dos ovários ou atrás do útero são orientadores do diagnóstico, que deve ser referendado por meio de um exame de ultrassom. Entretanto, o exame padrão para a definição do diagnóstico é a ressonância magnética. Uma vez confirmadas as suspeitas, pode-se seguir para a videolaparascopia, que é uma pequena cirurgia que permite identificar o tamanho, extensão e local de acometimento das lesões para o diagnostico completo.

O tratamento para a endometriose inclui medicações e, em alguns casos, um processo cirúrgico chamado laparoscopia, que tem como objetivo aliviar as dores fortes, impedir a evolução da doença e tentar restabelecer a fertilidade. O método mais indicado dependerá da extensão da doença, assim como da idade da paciente e de seus planos reprodutivos. Apenas um médico pode indicar o melhor tratamento para o cada caso.

Tags:, , , , ,