Sol: cuidados com a pele no verão

Saiba como proteger sua família dos efeitos nocivos dos raios ultravioleta

sol

Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Brasil fechou 2012 com 134.170 novos casos de câncer de pele, sendo 62.680 em homens e 71.490 em mulheres. É um número alto, por isso deve-se redobrar a atenção com a pele durante o verão.

Durante a temporada de calor, há uma tendência natural em deixar a pele mais exposta, inclusive ao sol. Os raios ultravioletas são benéficos e ajudam o organismo a absorver cálcio, aumentam a resistência do corpo contra doenças infecciosas e exercem interferência direta sobre o humor e o bem-estar das pessoas, mas também é responsável pelo desenvolvimento do câncer de pele. “Este é o tipo mais frequente da doença entre homens e mulheres, correspondendo a aproximadamente 25% de todos os tumores malignos registrados no Brasil”, afirma Selmo Minucelli, oncologista do Frischmann Aisengart.

Segundo Minucelli, este tipo de câncer é o crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. As células se dispõem formando camadas e, dependendo de qual delas é afetada, surgem os diferentes tipos de câncer. Os mais comuns são os Carcinomas Basocelulares e os Espinocelulares. De forma geral, o mais perigoso é o Melanoma Maligno. Quando detectado precocemente, o câncer de pele apresenta altos percentuais de cura, chegando a 95%.

Pessoas de pele, olhos e cabelos claros ou ruivos, que sempre se queimam, mas nunca se bronzeiam, ou aquelas pessoas que possuem histórico familiar de câncer na pele, devem se proteger ainda mais, pois são as que correm mais risco de desenvolver algum tipo de problema.

É importante proteger a pele com protetor solar tanto nos momentos de lazer quanto no dia a dia, principalmente nas regiões onde o sol aparece o ano todo. A regra também vale para os dias nublados, pois a radiação UVA, responsável pelo envelhecimento e pelo aparecimento de melanoma, atinge a Terra durante todo o dia. A incidência da radiação UVB, causadora dos carcinomas, se intensifica entre esses horários. A prevenção é evitar exposição solar entre 10h e 16h, usar chapéu, camisetas e reaplicar os protetores a cada 2 horas ou após transpiração intensa.

Para manter a pele hidratada, aplique hidratante após o banho. Caso tenha tomado sol, uma dica é utilizar produtos a base de aloe vera, que são mais refrescantes. Vale lembrar que o consumo de água e frutas é fundamental. Evite banhos quentes e demorados, pois ressecam excessivamente a pele.

Ao sinal de surgimento ou modificação em pintas pelo corpo, a recomendação é checar a assimetria, se têm bordas irregulares, cores variadas e diâmetro maior que seis milímetros. Caso note estes sintomas, procure um médico.

Tags:, , , , ,